rss

Comunicado do presidente Donald J. Trump sobre a assinatura da “Lei para Confrontar os Adversários dos Estados Unidos Através de Sanções”

Français Français, Español Español, Русский Русский

CASA BRANCA
Gabinete do Secretário de Imprensa
PARA DIVULGAÇÃO IMEDIATA
2 de agosto de 2017

Hoje, sancionei a “Lei para Confrontar os Adversários dos Estados Unidos Através de Sanções”, que institui novas sanções ao Irã, à Coreia do Norte e à Rússia. Apoio medidas duras para punir e deter o mau comportamento por parte dos regimes desonestos em Teerã e Pyongyang. Também apoio deixar claro que a América não irá tolerar interferência em nosso processo democrático e que ficaremos ao lado dos nossos aliados e amigos contra a subversão e desestabilização da Rússia.

Por essa razão, desde que tomei posse, instituí sanções novas e duras ao Irã e à Coreia do Norte e apoiei as atuais sanções à Rússia.

Desde que este projeto de lei foi apresentado pela primeira vez, expressei ao Congresso as minhas preocupações com relação às muitas formas com que ele invade indevidamente os limites do poder executivo, acarreta desvantagens às empresas americanas e fere os interesses dos nossos aliados europeus.

Meu governo tentou trabalhar com o Congresso para melhorar este projeto de lei. Fizemos progressos e melhoramos a linguagem para dar ao Departamento do Tesouro mais flexibilidade ao conceder autorizações de rotina aos negócios, cidadãos e empresas americanas. A linguagem aprimorada também reflete o retorno dos nossos aliados europeus – que tem sido parceiros firmes nas sanções à Rússia – sobre as sanções relacionadas ao setor energético previstas na legislação. A nova linguagem também garante que as nossas agências possam protelar sanções nos setores de inteligência e defesa, porque essas sanções poderiam afetar negativamente as empresas americanas e as de nossos aliados.

Ainda assim o projeto continua longe da perfeição – particularmente porque invade a autoridade do Poder Executivo de negociar. O Congresso não conseguiu sequer negociar um projeto de lei para o sistema de saúde mesmo depois de sete anos de discussão. Ao limitar a flexibilidade do Executivo, este projeto torna mais difícil para os Estados Unidos alcançar bons acordos para o povo americano e aproximará ainda mais a China, a Rússia e a Coreia do Norte. Os autores da nossa Constituição colocaram os assuntos externos nas mãos do Presidente. Este projeto provará a sabedoria dessa escolha.

Apesar de seus problemas, estou sancionando este projeto em nome da unidade nacional. Ele representa o desejo do povo americano de ver a Rússia adotar medidas para melhorar as relações com os Estados Unidos. Esperamos que haja cooperação entre os nossos dois países em questões globais importantes para que essas sanções não sejam mais necessárias.

Além disso, o projeto envia ao Irã e à Coreia do Norte uma mensagem clara de que o povo americano não irá tolerar o seu comportamento perigoso e desestabilizante. A América continuará trabalhando com nossos amigos e aliados para verificar as atividades malignas desses países.

Construí uma empresa realmente excelente avaliada em muitos bilhões de dólares. Isso é grande parte da razão pela qual fui eleito. Como presidente, posso fazer acordos muito melhores com países estrangeiros do que o Congresso.

###


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.