rss

O presidente Donald J. Trump está tomando medidas para combater a toxicodependência e a crise de opioides

English English, Français Français, हिन्दी हिन्दी, Русский Русский, Español Español

A Casa Branca
Gabinete da Secretária de Imprensa
Para divulgação imediata
26 de outubro de 2017

 

“A melhor maneira de prevenir a toxicodependência e overdose é impedir que as pessoas abusem do uso das drogas logo no início. Se não começarem, não terão um problema”.  Presidente Donald J. Trump

A TOXICODEPENDÊNCIA E OS OPIOIDES ESTÃO DEVASTANDO A AMÉRICA: Centenas de milhares de americanos perderam suas vidas por abuso de drogas, e isso só se agravará a menos que medidas sejam tomadas.

  • Em 2016, mais de dois milhões de americanos tinham um vício em opioides prescritos ou ilícitos.

o   Desde 2000, mais de 300 mil americanos morreram por overdoses envolvendo opioides.

  • As overdoses de drogas são agora a principal causa de morte por lesões nos Estados Unidos, superando em número os acidentes de trânsito e as mortes relacionadas às armas.
  • Em 2015, houve 52.404 mortes por overdose de drogas – 33.091 dessas mortes, quase dois terços, envolveram o uso de opioides.

o   De acordo com o Centro Nacional de Estatísticas de Saúde do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), a taxa nacional, ajustada por idade, de mortes por overdose de opioides em 2015, foi de 10,4 óbitos por 100 mil americanos.

  • A situação só vem piorando, com a expectativa de que as mortes por overdose de drogas em 2016 ultrapassem 64 mil.

o   Isto representa uma taxa de 175 mortes por dia.

o   Isso excede o número de americanos mortos durante a Guerra do Vietnã.

o   O aumento das mortes por overdose deve-se em grande parte à proliferação de fentanil produzido ilicitamente, um opioide sintético altamente potente, e análogos de fentanil.

  • Em 2016, mais de 11,5 milhões de americanos com mais de 12 anos de idade relataram a utilização indevida de opioides prescritos durante o ano, e quase 950 mil americanos relataram uso de heroína durante o ano.
  • Em 2014, o número de bebês nascidos dependentes de droga havia aumentado em 500 por cento desde 2000, e as crianças sendo colocadas em situações de moradia provisória/abrigos devido em parte ao abuso de drogas dos pais, está aumentando, agora representa quase um terço de todas as remoções de crianças.

UMA EMERGÊNCIA DE SAÚDE PÚBLICA: O presidente Donald J. Trump está mobilizando todo o seu Governo para abordar a questão da toxicodependência e do abuso de opioides, através da declaração de uma Emergência Nacional de Saúde Pública para enfrentar a crise de opioides.

  • A ação permite o acesso expandido aos serviços de telemedicina, incluindo serviços que envolvem prescrição remota de medicamentos comumente usados para abuso de substâncias ou tratamento de saúde mental.
  • As medidas ajudam a superar atrasos burocráticos e ineficiências no processo de contratação, permitindo que o Departamento de Saúde e Serviços Humanos faça mais rapidamente nomeações temporárias de especialistas com as ferramentas e os talentos necessários para responder efetivamente à emergência de saúde pública em curso da Nação.
  • As medidas permitem ao Departamento de Trabalho emitir subsídios para trabalhadores deslocados para ajudar os trabalhadores que foram deslocados da força de trabalho por causa da crise de opioides, sujeito à disponibilidade de financiamento.
  • A medida permite o remanejamento de recursos nos programas de HIV/AIDS para ajudar as pessoas elegíveis para esses programas a receber tratamento de abuso de substancias, o que é importante, dada a conexão entre HIV e abuso de substâncias.

O GOVERNO TRUMP ESTÁ CONTRA-ATACANDO: A Casa Branca do Trump agiu rapidamente para abordar a questão da toxicodependência e a crise de opioides, com a Comissão do Presidente para o Combate à Toxicodependência e à Crise dos Opioides liderando o caminho.

  • Em março de 2017, o presidente Trump estabeleceu Comissão do Presidente para o Combate à Toxicodependência e à Crise dos Opioides, com a seguinte missão: “estudar o escopo e a eficácia da resposta federal à toxicodependência e à crise dos opioides e fazer recomendações ao Presidente para melhorar essa resposta”.

o   O presidente Trump aguarda ansiosamente o relatório final da Comissão para que ele possa avaliar as descobertas e recomendações.

  • Desde que o presidente Trump assumiu o cargo, mais de USD 1 bilhão em financiamento foi alocado ou gasto diretamente no combate à toxicodependência e à crise de opioides.

o   Desde abril, mais de USD 800 milhões foram distribuídos para prevenção, tratamento, primeiros socorros, programas de monitoramento de medicamentos prescritos, recuperação e outros cuidados em comunidades, ambientes hospitalares e sistemas correcionais.

o   Desde que o presidente assumiu o cargo, USD 254 milhões em financiamento foram designados para comunidades de alto risco, forças policiais e a coordenação e trabalho de primeiros socorros.

  • O CDC lançou a Campanha de Conscientização de Prescrição, uma campanha de conscientização multimídia com depoimentos reais de pessoas que perderam entes queridos para a overdose de opiodes prescritos, e de pessoas em recuperação.
  • A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) está impondo novos requisitos aos fabricantes de opioides prescritos para ajudar a reverter o excesso de prescrição que fomentou a crise.
  • A Unidade de Detecção de Fraude e Abuso de Opioides do Departamento de Justiça está monitorando indivíduos que estão contribuindo para a epidemia de opioides prescritos, já desmantelou a maior tentativa de fraude contra a saúde, conseguiu as primeiras incriminações contra fabricantes chineses de fentanil, e apreendeu o AlphaBay, o maior mercado ilícito na Internet e uma das principais fontes de fentanil e heroína.
  • O Departamento de Estado assegurou um acordo vinculativo da ONU tornando mais difícil para os criminosos acessar os precursores de fentanil ANPP e NPP.
  • O Instituto Nacional de Saúde iniciou discussões com a indústria farmacêutica para estabelecer uma parceria para investigar os analgésicos não viciantes e novos tratamentos de dependência e overdose, bem como uma potencial vacina para o vício.
  • O Departamento de Defesa, o Departamento de Assuntos de Veteranos, os Institutos Nacionais de Saúde e o Departamento de Saúde e Serviços Humanos estão colaborando em uma parceria de pesquisa conjunta de seis anos, USD 81 milhões, focada em abordagens que não envolvem o uso de drogas, para gerenciar a dor e atender às necessidades dos integrantes das forças armadas e dos veteranos.

Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.