rss

Pronunciamento do Presidente Trump para o Fórum Econômico Mundial

中文 (中国) 中文 (中国), English English, العربية العربية, Français Français, हिन्दी हिन्दी, Русский Русский, Español Español, اردو اردو

Casa Branca
Escritório do Secretário de Imprensa
Davos, Suíça
26 de janeiro de 2018

 
 

Centro do Congresso do Fórum Econômico Mundial
14h02 – horário da Europa Central (CET)

PRESIDENTE TRUMP: Muito obrigado, Klaus. É um privilégio estar aqui neste fórum onde líderes das áreas de negócios, ciência, arte, diplomacia e assuntos mundiais se reúnem há muitos e muitos anos para discutir como promover a prosperidade, a segurança e a paz.

Estou aqui hoje para representar os interesses do povo americano e afirmar a amizade e a parceria dos Estados Unidos na construção de um mundo melhor.

Como todas as nações representadas neste grande fórum, os Estados Unidos anseiam por um futuro em que todos podem prosperar e todas as crianças podem crescer livres da violência, da pobreza e do medo.

Ao longo do último ano, fizemos avanços extraordinários nos EUA. Estamos prestando auxílio a comunidades esquecidas, criando oportunidades novas e estimulantes, e ajudando cada americano a encontrar seu caminho para o sonho americano – o sonho de um grande emprego, um lar seguro e uma vida melhor para seus filhos.

Após anos de estagnação, os EUA estão mais uma vez vivenciando um forte crescimento econômico. O mercado de ações está quebrando um recorde após o outro, e já adicionou mais de US$ 7 trilhões em novas riquezas desde minha eleição. O grau de confiança do consumidor, das empresas e das indústrias atingiram uma alta máxima em comparação com muitas outras décadas.

Desde a minha eleição, criamos 2,4 milhões de empregos, e esse número está subindo muito, muito substancialmente. O otimismo das pequenas empresas atingiu um nível histórico. Novos pedidos de seguro-desemprego estão perto de alcançar níveis mais baixos já registrados em quase meio século. O desemprego [do segmento populacional] afro-americano atingiu a menor taxa já registrada nos Estados Unidos, assim como o desemprego entre os hispano-americanos.

O mundo testemunha o ressurgimento de uma América forte e próspera. Estou aqui para enviar uma mensagem simples: nunca houve um melhor momento para contratar, construir, investir e crescer nos Estados Unidos. Os Estados Unidos estão abertos para negócios, e somos competitivos mais uma vez.

A economia americana é, de longe, a maior do mundo, e acabamos de decretar as reduções fiscais e as reformas mais importantes na história americana. Reduzimos massivamente os impostos para a classe média e as pequenas empresas a fim de que as famílias trabalhadoras retenham uma porção maior de seu dinheiro suado.

Reduzimos nossa taxa de imposto corporativo de 35% para 21%. Como resultado, milhões de trabalhadores receberam um bônus de corte de impostos de seus empregadores em montantes tão altos quanto US$ 3 mil.

Prevê-se que a reforma tributária eleve o rendimento familiar médio dos EUA em mais de US$ 4 mil. A maior empresa do mundo, Apple, anunciou planos para levar US$ 245 bilhões em lucros no exterior para os EUA. Seu investimento total na economia dos Estados Unidos será mais de US$ 350 bilhões nos próximos cinco anos.

Agora é o momento perfeito para levar seus negócios, seus empregos e seus investimentos para os Estados Unidos.

Isso é especialmente verdade porque realizamos a redução regulatória mais extensa já concebida. A regulação constitui uma tributação camuflada. Nos EUA, como em muitos outros países, burocratas não eleitos – e acreditem, estão em todos os lugares – impuseram regulações esmagadoras e antiempresariais e antitrabalhadoras a nossos cidadãos sem votação, sem nenhum debate legislativo e sem nenhuma prestação de contas real.

Nos Estados Unidos, esses dias acabaram. Eu prometi eliminar duas regulações desnecessárias para cada nova regulação. Logramos êxito para além de nossas maiores expectativas. Em vez de 2 para 1, reduzimos 22 regulações onerosas para cada nova regra. Estamos liberando nossas empresas e trabalhadores para que possam se desenvolver e prosperar como nunca antes. Estamos criando um ambiente que atrai capital, convida investimentos e recompensa a produção.

Os Estados Unidos são o lugar para fazer negócios. Então vão para os EUA, onde vocês podem inovar, criar e construir. Eu acredito nos EUA. Como presidente dos Estados Unidos, sempre colocarei os EUA em primeiro lugar, assim como os líderes de outros países deveriam colocar seu país em primeiro lugar também.

Mas os Estados Unidos não significam apenas Estados Unidos. Quando os EUA crescem, o mesmo acontece com o mundo. A prosperidade americana criou inúmeros empregos em todo o mundo, e o espírito voltado para a excelência, a criatividade e a inovação nos EUA levou a descobertas importantes que ajudam as pessoas em todo o mundo a viverem vidas mais prósperas e mais saudáveis.

À medida que os Estados Unidos realizam reformas domésticas para gerar empregos e crescimento, também estamos trabalhando para reformar o sistema comercial internacional para que ele promova prosperidade e recompensas amplamente compartilhadas para aqueles que seguem as regras.

Não podemos ter comércio livre e aberto se alguns países exploraram o sistema em detrimento de outros. Apoiamos o livre comércio, mas ele precisa ser justo e recíproco. Porque, no final, o comércio injusto nos prejudica a todos.

Os Estados Unidos não farão vista grossa para práticas econômicas injustas, incluindo o considerável roubo de propriedade intelectual, subsídios industriais e o planejamento econômico perverso por parte do Estado. Esses e outros comportamentos predatórios estão distorcendo os mercados globais e prejudicando empresas e trabalhadores, não apenas nos EUA, mas em todo o mundo.
Assim como esperamos que os líderes de outros países protejam seus interesses, como presidente dos Estados Unidos, sempre protegeremos os interesses do nosso país, de nossas empresas e de nossos trabalhadores.

Nós poremos em prática nossas leis comerciais e restauraremos a integridade de nosso sistema comercial. Somente insistindo no comércio justo e recíproco podemos criar um sistema que funcione não apenas para os EUA, mas para todas as nações.

Como eu já disse, os Estados Unidos estão preparados para negociar acordos comerciais bilaterais mutuamente benéficos com todos os países. Isso incluirá os países da TPP [Parceria Transpacífica], que são muito importantes. Já temos acordos com vários deles. Consideramos negociar com o restante, individualmente ou talvez como um grupo, se for do interesse de todos.
Meu governo também está tomando medidas rápidas de outras maneiras para restaurar a confiança e a independência americanas. Estamos revogando as restrições autoimpostas sobre a produção de energia para fornecer energia acessível a nossos cidadãos e empresas, e para promover a segurança energética para nossos amigos em todo o mundo. Nenhum país deve ser refém de um único fornecedor de energia.

Os Estados Unidos estão voltando com toda força, e agora é o momento de investir no futuro dos EUA. Nós reduzimos drasticamente os impostos para tornar os EUA competitivos. Estamos eliminando regulações onerosas a um ritmo recorde. Estamos reformando a burocracia para torná-la enxuta, com capacidade de resposta e responsável. E estamos assegurando que nossas leis sejam aplicadas de forma justa.

Temos as melhores faculdades e universidades do mundo, e temos os melhores trabalhadores do mundo. A energia é abundante e acessível. Nunca houve um momento melhor para ir para os Estados Unidos.

Também estamos fazendo investimentos históricos nas Forças Armadas americanas porque não podemos ter prosperidade sem segurança. Para tornar o mundo mais seguro de regimes desonestos, terrorismo e poderes revisionistas, pedimos a nossos amigos e aliados para investir em suas próprias defesas e cumprir suas obrigações financeiras. Nossa segurança comum exige que todos contribuam com sua parcela justa.

Meu governo se orgulha de ter liderado esforços históricos, no Conselho de Segurança da ONU e em todo o mundo, para unir todas as nações civilizadas em nossa campanha de pressão máxima para desnuclearizar a Península da Coreia. Continuamos convocando os parceiros a confrontar o apoio do Irã aos terroristas e bloquear o caminho do Irã rumo a uma arma nuclear.

Também estamos trabalhando com aliados e parceiros para destruir organizações terroristas jihadistas, como o Estado Islâmico [EI], e com muito sucesso. Os Estados Unidos lideram uma coalizão muito ampla para impedir que terroristas controlem seus territórios e populações, cortar seu financiamento e desacreditar sua ideologia perversa.

Tenho a satisfação de informar que a coalizão para derrotar o EI retomou quase 100% do território detidos por esses assassinos no Iraque e na Síria. Ainda há mais luta e trabalho adiante para consolidar nossos ganhos. Estamos empenhados em garantir que o Afeganistão nunca mais se torne um refúgio seguro para terroristas que querem cometer assassinatos em massa de nossas populações civis. Quero agradecer às nações representadas aqui hoje que se juntaram a esses esforços cruciais. Vocês não estão apenas protegendo seus próprios cidadãos, mas salvando vidas e restaurando a esperança para milhões e milhões de pessoas.

Quando se trata de terrorismo, faremos o que for necessário para proteger nossa nação. Defenderemos nossos cidadãos e nossas fronteiras. Também estamos assegurando nosso sistema de imigração, como uma questão de segurança nacional e econômica.

Os EUA são uma economia de ponta, mas nosso sistema de imigração está preso ao passado. Devemos substituir nosso sistema atual de migração de familiares em cadeia por um sistema de admissões baseado em mérito, que selecione novas chegadas com base na capacidade [do imigrante] de contribuir para nossa economia, a fim de se sustentar financeiramente e fortalecer nosso país.

Ao reconstruir os EUA, também estamos totalmente empenhados em desenvolver nossa mão de obra. Estamos tirando as pessoas da dependência rumo à independência, porque sabemos que o melhor programa de combate à pobreza é um cheque de pagamento muito simples e muito bonito.

Para ser bem-sucedido, não basta investir em nossa economia. Devemos investir em nosso povo. Quando as pessoas são esquecidas, o mundo se torna fraturado. Somente ao ouvir e responder às vozes dos esquecidos, podemos criar um futuro brilhante que seja verdadeiramente compartilhado por todos.

A grandeza da nação é mais do que a soma de sua produção. A grandeza de uma nação é a soma de seus cidadãos: os valores, o orgulho, o amor, a devoção e o caráter das pessoas que chamam essa nação de lar.

Desde a minha primeira cúpula internacional do G7, ao G20, à Assembleia Geral da ONU, à Apec, à Organização Mundial do Comércio e hoje, no Fórum Econômico Mundial, meu governo não só esteve presente, mas conduziu nossa mensagem de que somos todos mais fortes quando nações livres e soberanas cooperam em direção a objetivos compartilhados e cooperam rumo a sonhos compartilhados.

Representados nesta sala estão alguns dos notáveis cidadãos de todo o mundo. Vocês são líderes nacionais, titãs empresariais, gigantes da indústria e várias das mentes mais brilhantes em muitos campos.

Cada um de vocês tem o poder de mudar corações, transformar vidas e moldar os destinos de seus países. Com esse poder vem uma obrigação, no entanto – um dever de lealdade às pessoas, aos trabalhadores e aos clientes que fizeram de vocês quem vocês são.

Portanto, juntos, vamos resolver usar nosso poder, nossos recursos e nossas vozes, não apenas para nós mesmos, mas para nosso povo – para aliviar seus fardos, aumentar suas esperanças e empoderar seus sonhos; para proteger suas famílias, suas comunidades, suas histórias e seus futuros.

Isso é o que estamos fazendo nos Estados Unidos, e os resultados são totalmente inequívocos. É por isso que as novas empresas e os investimentos estão surgindo em grande quantidade. É por isso que nossa taxa de desemprego é a mais baixa em décadas. É por isso que o futuro dos EUA nunca foi mais brilhante.

Hoje, convido todos vocês a fazerem parte desse futuro incrível que estamos construindo juntos.

Obrigado aos nossos anfitriões, obrigado aos líderes e inovadores aqui presentes. Mas, o mais importante, obrigado a todos os homens e mulheres que trabalham cumprindo seus deveres todos os dias, tornando este um mundo melhor para todos. Juntos, enviamos nosso carinho e nossa gratidão porque eles realmente fazem nossos países funcionarem. Eles tornam nossos países grandiosos.
Obrigado, e que Deus os abençoe. Muito obrigado. (Aplausos.) Muito obrigado.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.