rss

Declarações do Secretário: Declarações para a imprensa itinerante

English English, العربية العربية, Français Français, हिन्दी हिन्दी, اردو اردو, Español Español

Sessão informativa especial
Mike Pompeo
Secretário de Estado
Hotel Hilton
Seul, Coreia do Sul
13 de junho de 2018

 
 

SRTA NAUERT: Então, isso será on-the-record, mas reitero, temos as reuniões com o Japão e a Coréia do Sul amanhã, e por isso não vamos nos antecipar.

PERGUNTA: Então, para aproveitar ao máximo – fazer o melhor uso do nosso – uso mais eficiente do nosso tempo, Sr. Secretário, muito obrigada por conversar —

SECRETÁRIO POMPEO: Claro.

PERGUNTA: — conosco. Minha pergunta diz respeito à decisão do presidente Trump de suspender os principais exercícios militares na península coreana. Houve uma razão pela qual esses exercícios foram realizados durante todos esses anos, de acordo com o Pentágono, em termos de ajudar os EUA a praticar sua capacidade de reforçar em uma crise. Esta decisão de cancelar os exercícios é uma decisão em aberto, ou o senhor retomaria os exercícios se concluísse que o Norte não está seriamente engajado nas negociações? E o senhor pode contar, por favor, um pouco sobre o processo para decidir suspender os exercícios? O senhor pediu orientação das forças dos Estados Unidos na Coreia do Sul (USFK, em inglês), do Departamento de Defesa (DOD, em inglês), dos sul-coreanos sobre se, e como, fazer isso?

SECRETÁRIO POMPEO: Então, eu não vou falar sobre processos internos e discussões que tivemos. Mas isso – o presidente foi muito claro. Eu estava presente quando a conversa aconteceu. Ele deixou muito claro que a condição precedente para os exercícios não prosseguirem seria uma negociação produtiva e de boa fé. E no momento em que constatarmos que isso não está acontecendo, o compromisso do presidente, de não realizar esses exercícios conjuntos, já não estará em vigor. Ou seja, ele foi inequívoco sobre isso e como isso foi comunicado na conferência de imprensa, eu acho, mas certamente quando ele esteva com o líder Kim também.

PERGUNTA: Eu gostaria – poderia – o presidente também falou sobre o senhor estar na liderança das negociações no futuro, e também que haverá uma reunião, eu imagino, na Casa Branca, na próxima semana para discutir o – como o senhor irá conduzir. Quais são os próximos passos, e quando o senhor se encontrará novamente com os norte-coreanos, com Kim Yong-chol, por exemplo?

SECRETÁRIO POMPEO: Então, sobre essa questão, deve ficar bem claro que o presidente está na liderança. Dito isto, eu serei a pessoa que assumirá a função de impulsionar esse processo. Eu não sei exatamente quando será nossa próxima conversa com a Coréia do Norte. Eu imagino que será logo depois de regressarmos aos nossos países de origem. Eu não sei exatamente como será, mas estou muito confiante de que, em algum momento na próxima semana, iniciaremos o contato.

Muito trabalho foi feito ao longo de vários dias em Panmunjom que levaram às discussões que aconteceram em Cingapura durante, 70 horas ou 60 horas, seja lá quantas foram, com dois conjuntos de equipes no solo. Então, nem todo esse trabalho apareceu no documento final, mas em muitos outros lugares onde entendimentos foram alcançados. Nós não poderíamos resumi-los no papel, então isso significa que ainda há algum trabalho a ser feito, mas muito trabalho foi feito além do que foi visto no documento final, que será o ponto em que começaremos quando voltarmos para nossas conversas.

PERGUNTA: Eu queria perguntar rapidamente sobre uma coisa que o senhor disse a Michael. Por que então o presidente usaria o termo “provocativo” para descrever os exercícios militares quando esse é um termo que muitas vezes os norte-coreanos e os chineses usam, e nós dissemos que eles são – que eles são planejados com muita antecedência e para fins de prontidão?

SECRETÁRIO POMPEO: Sim. Quero dizer, eu acho – acho que o presidente foi muito claro. Sua intenção aqui era nos colocar em uma posição onde teríamos a oportunidade de manter conversas produtivas ligadas à desnuclearização da Coréia do Norte. Nossa missão não mudou, certo. Muito foi falado sobre o fato de que a palavra “verificável” não apareceu no acordo. Deixe-me assegurar-lhes que o “completo” abrange verificável nas mentes de todos os envolvidos. Não se pode desnuclearizar completamente sem validar, autenticar – você escolhe a palavra.

O presidente está comprometido com isso. Ele acredita que tendo feito este compromisso com o líder Kim, que enquanto estivéssemos progredindo e mantendo conversas produtivas e de boa-fé, estaríamos estabelecendo as condições certas para avançar com essas conversas. Acho que isso é o que o presidente estava pensando quando ele assumiu esse compromisso com ele.

PERGUNTA: Sr. Secretário, queria perguntar-lhe sobre “verificável e irreversível”.

SECRETÁRIO POMPEO: Mm-hmm.

PERGUNTA: O senhor disse – um dia antes o senhor disse que é nosso único objetivo, nosso – está claro que queremos isso. Não está na declaração. Por que não está na declaração? E o presidente disse que vai —

SECRETÁRIO POMPEO: Mm-hmm, está na declaração. Está na declaração. Você está simplesmente errado sobre isso.

PERGUNTA: Como está na declaração? E eu também —

SECRETÁRIO POMPEO: Você está simplesmente – porque “completo” inclui verificável e irreversível. É só – eu suponho que nós – você poderia argumentar a semântica, mas deixe-me assegurar-lhe que está no documento.

PERGUNTA: E o presidente disse que será verificado.

SECRETÁRIO POMPEO: Claro que sim.

PERGUNTA: O senhor pode nos contar um pouco mais sobre –

SECRETÁRIO POMPEO: Claro que sim. Quero dizer —

PERGUNTA: – o que é – o que discutimos sobre como?

SECRETÁRIO POMPEO: Só para você saber, você poderia me perguntar isso – acho essa pergunta insultante e ridícula e, francamente, absurda. Eu tenho que ser honesto com você. É um jogo e não se deve brincar com assuntos sérios como este.

PERGUNTA: Mas como será verificado? O senhor discutiu isso? O senhor tem —

SECRETÁRIO POMPEO: Oh, nós estamos – eles estão – as modalidades estão começando a se desenvolver. Haverá muito trabalho a ser feito. Será – há um longo caminho a percorrer, há muito o que pensar, mas não diga tolices. Não, não faça isso, não faça isso. Não é produtivo. Não é produtivo fazer isso, dizer tolices. É simplesmente – é inútil.

PERGUNTA: Bem, eu acho –

SECRETÁRIO POMPEO: É inútil para seus leitores, seus ouvintes, para o mundo. É – porque não reflete remotamente a posição americana, tampouco reflete o entendimento dos norte-coreanos.

PERGUNTA: Estamos apenas tentando entender como isso reflete o que senhor pediu que —

SECRETÁRIO POMPEO: Sim, e acabei de articular isso para você.

PERGUNTA: Ok.

PERGUNTA: Posso – só para ajudá-lo com a sua pergunta, e com uma pergunta, a – uma questão importante é que o senhor – eu acho que o senhor se identificou como sendo o ritmo em que –

SECRETÁRIO POMPEO: Sim, sim.

PERGUNTA: – desmantelamento pode ocorrer com o Norte, preferindo uma abordagem faseada e um tanto prolongada e o presidente Trump enfatizou a necessidade de desmantelamento nuclear rápido. Essa questão não está esclarecida no documento. Em suas conversas particulares, o senhor fechou essa questão, e em que pé está?

SECRETÁRIO POMPEO: Não vou dar nenhuma informação sobre o andamento das conversas privadas. Você precisa saber que essa será minha postura todos os dias em que conversamos com eles.

PERGUNTA: Eu apenas – Sr. Secretário, em defesa da Francesca, eu diria que o senhor tem sido muito específico sobre essa ideia do desmantelamento completo, verificável e irreversível (CVID, em inglês).

SECRETÁRIO POMPEO: Mm-hmm.

PERGUNTA: Mas a linguagem no documento em si, se formos considerar isso, a Coréia do Norte não assume nenhum compromisso nesse – nesse documento que já não tenha assumido – que não tenha assumido muitas outras vezes.

SECRETÁRIO POMPEO: Mm-hmm.

PERGUNTA: Então a linguagem é importante e queremos ser capazes de ter uma noção real do que exatamente a Coréia do Norte concordou, e isso leva à minha pergunta, que é: Existe algum ceticismo sobre isso, considerando que a KCNA agora está expondo que o presidente Trump concordou com uma abordagem passo a passo, que parece ser inconsistente com o que o senhor havia exigido anteriormente. O senhor está preocupado com as mensagens sendo emitidas pela Coreia do Norte, que talvez tenham uma ideia diferente do que foi acordado na cúpula? E nós também vimos o presidente, que desceu do avião e disse que não há mais uma ameaça nuclear na Coréia do Norte, mesmo que eles não tenham desistido de suas armas ainda.

SECRETÁRIO POMPEO: Bem, eu não estou preocupado com o que foi comunicado aos norte-coreanos e com o que eu acredito que eles tenham entendido das conversas – várias conversas, não apenas durante o encontro com o presidente Trump, mas certamente durante o encontro com o presidente Trump. Mas eu também tive duas conversas com o líder Kim antes disso, eu passei ainda mais horas com – com Kim Yong-chol. Estou confiante de que eles entendem o que estamos dispostos a fazer, várias coisas que provavelmente não estamos dispostos a fazer. E você começou sua pergunta com a mesma pergunta que foi feita anteriormente. Estou igualmente confiante de que eles entendem que haverá verificação minuciosa.

PERGUNTA: O relato do norte sobre o encontro foi correto, quando disseram que o presidente Trump havia concordado com uma abordagem gradual?

SECRETÁRIO POMPEO: Eu vou deixar o conteúdo de nossas discussões entre as duas partes, mas deve-se seriamente desconsiderar algumas coisas que estão escritas em outros lugares —

PERGUNTA: Posso fazer uma pergunta sobre verificação?

SECRETÁRIO POMPEO: — incluindo de alguns de seus colegas.

PERGUNTA: (Risos) Justo.

PERGUNTA: Bem, eu estava apenas perguntando sobre seus interlocutores, o Norte.

SECRETÁRIO POMPEO: Sim, e sei exatamente o que foi dito.

PERGUNTA: O presidente também mencionou que os norte-coreanos haviam destruído locais de teste, incluindo o local de testes de motores de mísseis. Conseguimos verificar o grau de destruição e se foram ou não permanentes – permanentemente destruídos?

SECRETÁRIO POMPEO: Sim, a resposta é: só posso responder que temos uma compreensão razoavelmente adequada do que aconteceu lá e – mas eu não quero entrar na avaliação de inteligência. Nós passamos – eu não quero – um período de tempo razoável desenvolvendo nossa compreensão do que aconteceu lá. Como sempre, nossa preferência seria ter especialistas no local quando esses tipos de coisas acontecem; obtemos uma compreensão muito mais aprofundada do que realmente ocorreu e do que pode não ter ocorrido.

PERGUNTA: O senhor gostaria de realizar um desarmamento nuclear importante antes do término do primeiro mandato do presidente Trump? Esse é o seu objetivo?

SRTA NAUERT: Esta é a última pergunta.

PERGUNTA: Bem, deixe-o fazer o último porque eu –

SECRETÁRIO POMPEO: Pense bem – pense bem – você poderia fazer a pergunta mais uma vez? Porque parece muito óbvia para mim. A pergunta parece – a resposta de certa forma, fala por si mesma.

PERGUNTA: Bem, o –

SECRETÁRIO POMPEO: Então talvez eu não esteja entendendo —

PERGUNTA: Eu não sei. Eu não estou no governo.

SECRETÁRIO POMPEO: — então talvez haja algo que eu não esteja entendendo.

PERGUNTA: Eu não posso falar pelo governo, mas —

PERGUNTA: Bem, talvez, o senhor definiu algum prazo pelo qual —

PERGUNTA: Sim.

PERGUNTA: — período de tempo em que os norte-coreanos devem ter feito —

PERGUNTA: E o senhor gostaria que os principais passos fossem dados nos próximos dois anos?

SECRETÁRIO POMPEO: Oh, sim, definitivamente, absolutamente. Com relação aos cronogramas, não quero entrar nessa questão. Existe um cronograma público que tem estado – que tem circulado, certo – os norte-coreanos e os sul-coreanos têm falado de cronogramas. O presidente disse, e é de conhecimento comum, que o trabalho em si leva algum tempo. Temos grandes equipes prontas. Estamos trabalhando nisso há meses para ter todas as partes relevantes de nossos laboratórios, os mais inteligentes – a propósito, não apenas americanos, mas parceiros em todo o mundo. Estamos preparados para executar isso assim que estivermos em uma posição que nos permita fazer isso. Então, estou confiante de que a parte mais importante será nossa capacidade de negociar para chegar a esse lugar, mas espero que possamos avançar rapidamente.

PERGUNTA: Então, absolutamente no –

SECRETÁRIO POMPEO: Sim, certamente no primeiro mandato do presidente.

PERGUNTA: Bem, e me desculpe, a que se referiu?

SRTA NAUERT: Pessoal, o Secretário tem que ir. Pessoal.

PERGUNTA: E o que no mandato completo do presidente?

SECRETÁRIO POMPEO: Como você disse, espero ver – você usou o termo importante – “desarmamento importante”, algo assim. Sim, estamos esperançosos de que possamos conseguir isso no próximo – quanto tempo – dois anos e meio, algo assim.

PERGUNTA: O senhor está esperançoso, mas o senhor estabeleceu um prazo para os norte-coreanos?

SECRETÁRIO POMPEO: Estamos esperançosos de que isso seja feito. Ainda há muito trabalho a fazer.

PERGUNTA: Obrigado.

SRTA NAUERT: OK. Obrigado a todos.

PERGUNTA: Muito obrigado.

SECRETÁRIO POMPEO: OK. Obrigado a todos.

PERGUNTA: Obrigado, senhor.

SECRETÁRIO POMPEO: Tenham todos uma boa noite.

PERGUNTA: Muito obrigado.

SECRETÁRIO POMPEO: Sim. Descanse um pouco.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.