rss

Cúpula Ministerial para Promoção da Liberdade Religiosa Declaração sobre Birmânia

English English, العربية العربية, Français Français, Русский Русский, اردو اردو, हिन्दी हिन्दी, Español Español

Cúpula Ministerial para Promoção da Liberdade Religiosa

 

Como representantes da comunidade internacional, em conjunto, nós expressamos profunda preocupação pelas atuais restrições à liberdade religiosa, que inclusive visam membros dos grupos de minoria étnica e religiosa na Birmânia. Conclamamos as autoridades para que estabeleçam a responsabilidade e para que respeitem o direito à igualdade de todos. Muitas minorias religiosas birmanesas, incluindo muçulmanos, cristãos e hindus, enfrentam discriminação em razão de suas religiões.

Estamos chocados com a depuração étnica contra os rohingyas, no norte do estado de Rakhine, onde as forças de segurança birmanesa e outros se engajaram em violência chocante e brutal que causou a fuga de mais de 700 mil rohingyas para Bangladesh, e o deslocamento de muitos outros dentro da Birmânia. O governo continua a restringir o acesso à cidadania e à liberdade de locomoção dos rohingyas, que permanecem no estado de Rakhine. Além disso, estamos profundamente preocupados com a difusão de relatórios sobre violações dos direitos humanos cometidas pelos militares, nos estados de Kachin e Shan, que contribuíram para o deslocamento de mais de cem mil membros das minorias étnicas. Em outras regiões, comunidades da minoria religiosa têm relatado que as autoridades vem restringindo injustificadamente a prática religiosa e as viagens, destruindo propriedades e textos religiosos, recusando ou falhado na aprovação de licenças para construção e renovação de edifícios religiosos, e praticando discriminação nas admissões para o serviço público.

Insistimos que as autoridades birmanesas protejam a liberdade religiosa de todos na Birmânia, que responsabilizem àqueles que praticaram os abusos, forneçam acesso humanitário total para todos os necessitados, e garantam a proteção igualitária a todos segundo a lei.  No estado de Rakhine, insistimos que as autoridades birmanesas criem condições para que as pessoas deslocadas possam retornar às suas regiões de origem, voluntariamente, com proteção, segurança e dignidade.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.