rss

Sobre a fusão da Embaixada dos EUA em Jerusalém e Consulado Geral dos EUA em Jerusalém

English English, العربية العربية, Français Français, Русский Русский, Español Español, اردو اردو

Departamento de Estado dos Estados Unidos
Gabinete da Porta-voz
Para divulgação imediata
Declaração do Secretário Pompeo
18 de outubro de 2018

 

Tenho o prazer de anunciar que após a abertura da Embaixada dos EUA para Israel em Jerusalém em 14 de maio, planejamos alcançar eficiências significativas e aumentar nossa eficácia ao unir a Embaixada dos EUA em Jerusalém e o Consulado Geral dos EUA em Jerusalém em uma única missão diplomática. Pedi ao nosso embaixador em Israel, David Friedman, para conduzir a fusão.

Continuaremos realizando uma ampla variedade de relatórios, sensibilização e programação na Cisjordânia e Gaza, bem como com os palestinos em Jerusalém, por meio de uma nova Unidade de Assuntos Palestinos dentro da Embaixada dos EUA em Jerusalém. Essa unidade funcionará no nosso escritório da Rua Agron, em Jerusalém.

Esta decisão é orientada por nossos esforços globais para melhorar a eficiência e eficácia das nossas operações. Não sinaliza uma mudança da política dos EUA para Jerusalém, Cisjordânia ou Faixa de Gaza. Como o presidente declarou em dezembro do ano passado, os Estados Unidos continuam não se posicionando sobre questões de estatus final, incluindo limites ou fronteiras. Os limites específicos da soberania israelense em Jerusalém estão sujeitos a negociações de estatus final entre as partes.

O Governo está fortemente empenhado em alcançar a paz duradoura e abrangente que ofereça um futuro melhor para Israel e para os palestinos. Esperamos continuar a parceria e o diálogo com o povo palestino e, esperamos no futuro, também com a liderança palestina.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.