rss

Pronunciamento da Missão dos EUA para a ONU na Reunião do Conselho de Segurança sobre a Venezuela

Русский Русский, English English, Français Français, Español Español, 中文 (中国) 中文 (中国)

Missão dos Estados Unidos junto das Nações Unidas
14 de maio de 2019
PARA DIVULGAÇÃO IMEDIAT


Hoje, o Conselho de Segurança da ONU reuniu-se em reuniões fechadas para discutir a deterioração da situação na Venezuela. No encontro, os Estados Unidos ficaram alarmados com a detenção, em 8 de maio, de Edgar Zambrano, o primeiro vice-presidente da Assembleia Nacional da Venezuela. Estamos preocupados porque a prisão de Zambrano é uma grande escalada da repressão em curso pelo regime de Maduro contra a Assembleia Nacional, a única instituição democrática remanescente na Venezuela. O regime intensificou os esforços para prender líderes da oposição em uma campanha que os meios de comunicação na Venezuela apelidaram de “Operação Terra Arrasada”. Os Estados Unidos conclamam todos os Estados membros a estarem preparados para tomar medidas concretas em resposta à repressão do regime de Maduro em toda a Venezuela.

O mundo está observando com atenção enquanto a terrível crise humanitária e as agressões aos direitos humanos básicos na Venezuela pioram a cada dia. Mais de 3,7 milhões de venezuelanos deixaram seu país devido ao caos político, às ameaças de violência e à falta de serviços básicos, incluindo alimentos, eletricidade e água. A brutalidade do regime de Maduro parece não ter limites, pois usa munição real e gás lacrimogêneo contra manifestantes pacíficos e, em pelo menos uma ocasião, os atropelou com um veículo blindado. Ele também usa grupos criminosos sem lei conhecidos como colectivos para intimidar e espancar a população. Os comparsas de Maduro também tomaram medidas para censurar a mídia e bloquear o acesso do público a informações independentes de mídias sociais, rádio e televisão.

Os Estados Unidos têm orgulho de fazer parte de uma comunidade de países democráticos que reconheceram o presidente interino Juan Guaidó como o líder legítimo da Venezuela. Incentivamos a comunidade internacional a se unir em apoio ao apelo interino do presidente Guaidó por uma transição democrática pacífica e a ser clara sobre a necessidade de Maduro renunciar ao poder.


Visualizar Conteúdo Original: https://usun.state.gov/remarks/9068
Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.