rss

Declaração Do Administrador da USAID, Mark Green, sobre a Estratégia dos EUA para Mulheres, Paz e Segurança

English English, Español Español

Agência dos Estados Unidos Para o Desenvolvimento Internacional
Assessoria de Imprensa
Para divulgação imediata
11 de junho de 2019


A Lei para Mulheres, Paz e Segurança, promulgada pelo Presidente Trump em 2017, demonstra o compromisso dos Estados Unidos com os desafios enfrentados pelas mulheres e meninas nos conflitos e em áreas afetadas por desastres no mundo todo. Em harmonia com a Estratégia Nacional de Segurança do Presidente, que reconhece a conexão essencial entre o empoderamento das mulheres e as sociedades mais pacíficas e prósperas, a Estratégia dos EUA para Mulheres, Paz e Segurança (WPS) reforçará nossos esforços na promoção da liderança feminina na prevenção e solução de conflitos, no combate ao extremismo violento, e no apoio à recuperação pós-conflito. A estratégia também complementa outros esforços importantes do Governo no apoio à segurança e ao sucesso das mulheres no mundo todo, incluindo a, recentemente anunciada, Iniciativa de Desenvolvimento e Prosperidade Global das Mulheres.   

Apesar dos numerosos exemplos de mulheres que propiciam liderança na prevenção e na solução de conflitos, nos âmbitos local e nacional, sabemos que as mulheres continuam significativamente sub-representadas às mesas onde as decisões críticas sobre paz, segurança e justiça são tomadas. A USAID está comprometida na implantação integral da Estratégia WPS, pois sabemos que o investimento na liderança e o empoderamento feminino pode auxiliar na rutura dos ciclos de conflito e violência que ameaçam a segurança global, e que prejudicam o avanço do desenvolvimento. A USAID continuará apoiando os países a caminho da autossuficiência por meio do enfoque da WPS no nosso desenvolvimento e nos esforços de assistência nos desastres. Nos dois últimos anos, mais de 69.700 mulheres participaram dos processos de consolidação da paz patrocinados pela WPS, e propiciaram serviços essenciais médicos, psicológicos, legais e econômicos para mais de seis milhões de sobreviventes da violência baseada em gênero.

Aguardamos ansiosamente o avançar desse importante programa por meio da colaboração contínua com os demais Departamentos e instituições, e a nossa rede de conexões mais ampla, com parceiros internacionais e locais – principalmente as organizações religiosas, o setor privado, e as mulheres e as organizações femininas locais, nos países impactados por crises, conflitos e extremismo violento.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.