rss

Por ocasião do Dia Mundial do Refugiado

Español Español, English English, العربية العربية, Français Français, Русский Русский, हिन्दी हिन्दी, اردو اردو

Departamento de Estado Dos Eua
Gabinete da Porta-voz
Para divulgação imediata
Declaração do Secretário Pompeo
20 de junho de 2019 


No Dia Mundial do Refugiado, reconhecemos a situação de milhões de refugiados que fugiram de suas casas devido a conflitos e perseguições, e reafirmamos nosso compromisso de oferecer assistência de salvamento para os mais vulneráveis. De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, o número de pessoas deslocadas à força aumentou para mais de 70 milhões em todo o mundo, o maior já registrado. Vemos os efeitos em lugares que vão desde a Síria ao Afeganistão e até o Sudão do Sul – mais da metade dos refugiados no mundo de hoje fugiram desses países. A Venezuela é agora a segunda maior crise de deslocamento do mundo, onde 4 milhões de pessoas foram forçadas a fugir de suas casas e de seu país. Isso tudo ressalta a importância de uma resposta efetiva, eficiente e abrangente. 

Os Estados Unidos têm orgulho de ser o maior doador individual de ajuda humanitária em todo o mundo. Nós prestamos assistência às pessoas deslocadas o mais perto possível das suas casas para ajudar a atender as suas necessidades até que possam voltar para casa com segurança e voluntariamente. No ano fiscal de 2018, fornecemos mais de US$ 8 bilhões em assistência humanitária, incluindo financiamento para ajudar dezenas de milhões de refugiados. A ajuda dos EUA salva vidas e oferece uma base para a recuperação e renovada autonomia por meio de programas que fornecem alimentos e água de emergência, assistência médica, abrigo, capacitação, educação e muito mais. Quando ajudamos os refugiados a se tornarem participantes ativos das economias locais, isso aumenta a estabilidade a longo prazo para todos, incluindo os refugiados, as comunidades de acolhimento e os países para os quais os refugiados podem eventualmente voltar e ajudar a reconstruir quando possível.

A melhor maneira de ajudar o maior número de pessoas é trabalhar para acabar com os conflitos que causam os deslocamentos em primeiro lugar, aplicar a ajuda humanitária estrangeira de forma mais inteligente e promover a divisão das responsabilidades com parceiros e aliados.  Continuamos a pedir a outros doadores, incluindo o setor privado, que forneçam mais recursos para atender a essas necessidades urgentes. Aplaudimos aqueles que atualmente estão contribuindo para apoiar os refugiados, de governos nacionais até comunidades locais, mesmo em situações em que seus próprios recursos são escassos. Continuaremos a trabalhar com todos os países que acolhem refugiados para encontrar soluções que ajudem a aliviar os desafios.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.