rss

Pronunciamento Secretário de Estado, Mike Pompeo No evento da ONU sobre Liberdade Religiosa

Français Français, English English, العربية العربية, Русский Русский, Español Español, 中文 (中国) 中文 (中国)

Departamento de Estado dos EUA
Escritório do Porta-Voz
Sede das Nações Unidas
Nova York, Nova York
23 de setembro de 2019

 

SECRETÁRIO POMPEO: Obrigado a todos. Quero agradecer os vários líderes mundiais por estarem aqui hoje. Obrigado, vice-presidente Pence, por seu trabalho nesta questão fundamental. E quero agradecer especialmente ao presidente Trump, por ser um defensor de pessoas de fé em todo o mundo. A Bíblia diz: “Tudo o que é verdadeiro, tudo o que é nobre, tudo o que é correto, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é admirável — se é excelente ou louvável — pense nessas coisas.” É isso o que estamos fazendo aqui hoje.

Como vocês já ouviram, a liberdade religiosa está ameaçada em todo o mundo e, neste momento, quero convidar três pessoas para nos contar sobre suas lutas em nome dessa primeira liberdade e desse direito inalienável. E, portanto, quero primeiro chamar Dabrina Temraz, cujo pai foi preso no Irã devido à sua religião.

Dabrina, obrigado.

[DABRINA BET-TAMRAZ faz um pronunciamento]

SECRETÁRIO POMPEO: Dabrina, obrigado. Obrigado por essa história poderosa. Agora ouviremos o rabino Faiz Algaradi, que fugiu do Iêmen por causa de perseguição:

[RABINO ALGARADI faz um pronunciamento]

SECRETÁRIO POMPEO: Obrigado, rabino. E, finalmente, vamos ouvir Jewher Ilham, cujo pai foi condenado à prisão perpétua na China como prisioneiro de consciência.

[JEWHER ILHAM faz um pronunciamento]

SECRETARY POMPEO: Jewher, obrigado. Obrigado por nos contar essa história poderosa, e aos sobreviventes presentes aqui nesta plateia, queremos reconhecer sua incrível coragem também.

Ao encerrarmos [esta sessão] hoje, quero focar sua atenção no que o presidente Trump mencionou anteriormente: a Aliança Internacional para Liberdade Religiosa que o Departamento de Estado anunciou em julho. É o projeto de direitos humanos mais ambicioso lançado em uma geração. Nossa meta é reunir países, líderes religiosos, grupos da sociedade civil e organizações internacionais com ideias semelhantes ao redor do mundo visando promover a liberdade religiosa de maneira consistente, organizada e poderosa. O fundamento da Aliança está no Artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que tem como introdução o seguinte: “Todos têm o direito à liberdade de pensamento, consciência e religião.”

Portanto, se você é um país que leva os direitos humanos a sério e compreende seus inúmeros benefícios em prol da paz, da segurança e da prosperidade, junte-se a nós. Se você é um país que defende a dignidade humana e a liberdade de consciência, junte-se a nós. E se você é um líder simplesmente comovido com as histórias que ouviu desses corajosos sobreviventes hoje, junte-se a nós. Transforme sua solidariedade para com eles em liberdade para outras pessoas. Entrem em contato com nosso embaixador-geral dos EUA para Liberdade Religiosa Internacional, Sam Brownback. Ele está pronto para atender suas chamadas sobre todas as outras questões relacionadas à liberdade religiosa.

As Nações Unidas somente são tão fortes quanto seus membros soberanos determinarem que sejam. Nossa crença em nossos princípios somente é tão forte quanto nossa confiança em expressá-los. Eu peço – na verdade, rezo – para que vocês ajudem a ser uma voz para os que não têm voz fazendo parte da Aliança Internacional para Liberdade Religiosa. Que Deus abençoe os sobreviventes aqui presentes hoje, que Deus abençoe os Estados Unidos da América e que Deus abençoe as nações aqui reunidas. [Aplausos.]


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.