rss

Os Estados Unidos tomam medidas contra o regime de Ortega na Nicarágua

English English, Español Español

Departamento de Estado dos Estados Unidos
Gabinete da Porta-voz
Para divulgação imediata
Declaração do Secretário de Estado, Michael R. Pompeo
12 de dezembro de 2019

 

Hoje, os Estados Unidos anunciam novas sanções financeiras contra o filho de Daniel Ortega, Rafael Ortega, e três empresas nicaraguenses.  Esta nova ação reforça o compromisso inabalável dos Estados Unidos de empregar todas as ferramentas econômicas e diplomáticas disponíveis para responsabilizar o governo de Daniel Ortega por atos de corrupção e violações muito graves dos direitos humanos, e para apoiar a luta do povo da Nicarágua pela restauração da democracia.

A medida de hoje, de acordo com o Ordem Executiva 13851 (“Congelamento de bens de determinadas pessoas que contribuem para a situação na Nicarágua”), congela seus ativos nos EUA e, de forma geral, proíbe cidadãos dos EUA de realizar transações com Rafael Ortega, Inversiones Zanzibar, Servicio De Proteccion Y Vigilancia e DNP.  O Rafael Ortega é o principal gestor financeiro da família Ortega, trabalhando ao lado da previamente sancionada vice-presidente da Nicarágua e primeira-dama Rosário Murillo.  O Rafael Ortega usa ao menos duas empresas sob seu controle, a Inversiones Zanzibar, S.A e o Servicio De Proteccion Y Vigilancia, S.A., para gerar lucros, lavar dinheiro e obter acesso preferencial aos mercados para o regime de Ortega.  Ele usa a Inversiones Zanzibar para ocultar a transferência de lucros do Distribuidor Nicaraguense de Petroleo, também designado hoje, e como uma empresa de fachada para adquirir postos de combustível na tentativa de esconder a DNP como a verdadeira proprietária de tais postos de combustível. A Servicio De Proteccion Y Vigilancia é uma empresa de segurança que recebeu milhões em contratos do governo nicaraguense. A DNP é uma rede de postos de gasolina controlada pela família Ortega. A DNP foi comprada com dinheiro público e depois transferida para a família Ortega, que se beneficia de contratos sem licitação com instituições governamentais. 

Os Estados Unidos insta ao regime de Ortega que retome o diálogo com a oposição e restaure a democracia no país, cumprindo assim suas obrigações em conformidade com a Carta Democrática Interamericana. A dolorosa crise política da Nicarágua só pode ser resolvida por meio de eleições livres e justas que reflitam de forma verossímil a vontade do povo nicaraguense e com o pleno respeito pelos direitos humanos e liberdades fundamentais


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.