rss

Designação pública de Leopoldo Cintra Frias por seu envolvimento em graves violações dos direitos humanos

Español Español, English English

Comunicado de imprensa
Secretário de Estado, Michael R. Pompeo
2 de janeiro de 2020

 

O Departamento de Estado está publicamente designando Leopoldo Cintra Frias, ministro das Forças Armadas Revolucionárias de Cuba (MINFAR), nos termos da Seção 7031 (c) da Lei de Dotações para Operações no Exterior e Programas Relacionados do Ano Fiscal de 2019, do Departamento de Estado dos EUA [Department of State, Foreign Operations, and Related Programs Appropriations Act], por seu envolvimento, por responsabilidade de comando, em graves violações dos direitos humanos.  A Seção 7031(c) estabelece que, nos casos em que o Secretário de Estado tem informações credíveis de que funcionários de governos estrangeiros estejam envolvidos em corrupção ou em grave violação dos direitos humanos, esses indivíduos e seus familiares diretos são inelegíveis para a entrada nos Estados Unidos.

A lei também exige que o Secretário de Estado designe esses funcionários e seus familiares diretos de forma pública ou privada.  Além da designação pública de Leopoldo Cintra Frias, o Departamento de Estado também está designando publicamente seus filhos, Deborah Cintra Gonzalez e Leopoldo Cintra Gonzalez.

Como ministro das Forças Armadas Revolucionárias de Cuba, Cintra Frias é responsável pelas ações de Cuba para sustentar o antigo regime de Maduro na Venezuela.  Ao lado dos oficiais militares e de inteligência de Maduro, o MINFAR esteve envolvido em graves violações e abusos de direitos humanos na Venezuela, incluindo sujeitar venezuelanos à tortura ou tratamento ou punição cruel, desumano ou degradante por suas posições contra Maduro.  O objetivo do MINFAR e do regime cubano é o desmantelamento da democracia na Venezuela, aterrorizando o povo venezuelano até a submissão.

A comunidade internacional pode ver claramente o medo que o regime cubano tem da democracia – tanto para seus próprios cidadãos como para os venezuelanos.  Incentivamos fortemente outros governos e organizações internacionais a continuarem promovendo a responsabilização do regime cubano pelo seu envolvimento em violações ou abusos dos direitos humanos e das liberdades fundamentais em Cuba, na Venezuela e além.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.