rss

Informativo: Brasil e Estados Unidos: Parceiros para um Hemisfério Próspero

English English

Departamento de Estado dos Estados Unidos
Gabinete da Porta-Voz
6 de março de 2020

 

A relação Brasil-EUA está mais forte do que nunca. O presidente Jair Bolsonaro visitará à Flórida de 7 a 10 de março e o presidente Trump o receberá em Mar-a-Lago. A parceria Brasil-EUA é fundamental para a visão do presidente Trump de alcançar um Hemisfério Ocidental livre e democrático, onde a prosperidade econômica possa florescer por toda parte, e essa visita permite que nossos países avancem esses interesses compartilhados.


LAÇOS ECONÔMICOS BRASIL-EUA PROMOVEM PROSPERIDADE PARA AMBAS AS NAÇÕES

Como as duas maiores economias do Hemisfério Ocidental, o Brasil e os Estados Unidos  compartilham uma relação comercial bilateral avaliada em mais de US$ 100 bilhões, e os Estados Unidos são o maior parceiro comercial do Brasil em bens de valor agregado. Nossa relação econômica está enraizada em princípios de comércio justo, liberalização do comércio e concorrência saudável. Ambos os países compartilham a visão de expansão do comércio bilateral e investimento, com o objetivo de facilitar a transferência de bens e serviços de forma segura e sustentável. Desde que os presidentes Trump e Bolsonaro se encontraram pela última vez em março de 2019, ambos os países têm tomado ações concretas para promover a prosperidade:

  • Os EUA apoiam um convite imediato da OCDE para que o Brasil inicie o processo de adesão.  
  • O Brasil ratificou o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (TSA) para apoiar o lançamento de satélites e veículos espaciais licenciados pelos EUA do Centro Espacial de Alcântara no Brasil.
  • O Fundo de Biodiversidade de Althelia (ABF), cujo desenvolvimento foi apoiado pela USAID, foi oficialmente lançado e tem como meta arrecadar US$ 100 milhões para “investimentos de impacto” em empresas de conservação com sede na Amazônia.
  • O Brasil ampliou o acesso ao seu mercado de trigo ao estabelecer uma cota de 750.000 toneladas de isenção de impostos para trigo importado.
  • Facilitamos as viagens entre os EUA e o Brasil.  Os EUA lançaram o programa piloto DHS Trusted Traveler Global Entry e o Brasil isentou os cidadãos norte-americanos das exigências de visto de turista, economizando dezenas de milhões de dólares aos  turistas e viajantes a negócios dos EUA e levando a um aumento de 39% de viajantes norte-americanos para o Brasil desde a implementação. 
  • O número de brasileiros estudando nos EUA aumentou quase 12% em 2018 e 10% em 2019, tornando o Brasil o nonoº maior emissor de estudantes estrangeiros para os EUA. O número de estudantes norte-americanos estudando  no Brasil aumentou mais de 29% em 2019.
  • Os EUA e o Brasil realizaram o Diálogo Comercial Brasil-EUA em setembro de 2019, retomaram o Fórum CEO Brasil-EUA em novembro de 2019 e lançaram o novo Fórum de Energia Brasil-EUA em fevereiro de 2020 com participação do setor privado.
  • Nossos países estão aumentando a cooperação no financiamento de projetos de infraestrutura, inclusive com a iniciativa Growth in the Americas.


NOSSA PARCERIA PROMOVE A DEMOCRACIA NA REGIÃO

Como as duas maiores democracias do hemisfério, estamos aprofundando nossa cooperação para promover os direitos humanos e a democracia em toda a região. Os EUA aplaudem o Brasil por sua liderança no apoio à restauração da democracia e ao fim da crise  humanitária na Venezuela, bem como pelo firme apoio do Brasil à democracia na Bolívia e Nicarágua.    

  • O Brasil impôs uma proibição de viagem a 130 ex-funcionários corruptos do regime de Maduro e, em 5 de março, anunciou que está retirando diplomatas brasileiros da Venezuela.
  • O programa brasileiro de acolhimento e integração de venezuelanos vulneráveis, a Operação Acolhida, é um modelo para a região. 
  • Desde o ano fiscal de 2017, os EUA forneceram US$ 46 milhões (dos quais quase US$ 42 milhões são destinados  para assistência humanitária) para apoiar os esforços do Brasil com o objetivo de fornecer serviços para migrantes e refugiados venezuelanos vulneráveis.

ESTADOS UNIDOS E BRASIL COOPERAM EM SEGURANÇA NO HEMISFÉRIO

Os EUA e o Brasil compartilham uma cooperação de longa data em questões de segurança e nossa cooperação em defesa está no nível mais forte que já esteve em muitos anos.  Estamos expandindo nossa colaboração para enfrentar desafios como tráfico de narcóticos e armas, terrorismo, crimes cibernéticos e lavagem de dinheiro. 

  • O presidente Trump designou o Brasil como aliado extra- OTAN em julho de 2019, abrindo novas oportunidades para a cooperação em defesa.  
  • Os Estados Unidos sediaram o plenário do Fórum Permanente de Segurança Brasil-EUA em outubro de 2019
  • Os EUA e o Brasil estão trabalhando para agendar um diálogo de nível técnico de manutenção da paz cujo objetivo é  identificar oportunidades de construção colaborativa da capacidade de países terceiros implantar efetivamente forças de manutenção da paz.

Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.