rss

Cumprindo o generoso compromisso do Presidente de fornecer suprimentos médicos essenciais em todo o mundo

English English, العربية العربية, Français Français, Русский Русский, Español Español

Comunicado de Imprensa
Secretário de Estado, Michael R. Pompeo
4 de junho de 2020

 

Os Estados Unidos têm sido o maior contribuidor para a segurança da saúde e assistência humanitária do mundo por mais de meio século, salvando vidas em todo o planeta. Diante da pandemia do COVID-19, nos mobilizamos como uma nação para combater o vírus, tanto interna como externamente, comprometendo mais de US$ 11 bilhões para a resposta internacional ao COVID-19.

Hoje, os Estados Unidos estão anunciando uma assistência adicional de mais de US$ 194 milhões, incluindo quase US$ 180 milhões para apoiar a compra de respiradores e mais de US$ 14 milhões em assistência humanitária para apoiar refugiados, migrantes vulneráveis e comunidades anfitriãs afetadas pela pandemia do COVID-19.

Coerente com nossos valores, o povo americano não está apenas entregando respiradores, mas garantindo treinamento, equipamentos e medidas de apoio adequados para que os países recebam e usem efetivamente os respiradores para salvar vidas.  Nossas equipes talentosas estão trabalhando com os Ministérios da Saúde e parceiros nos países para desenvolver planos de distribuição nos estabelecimentos, levando em conta fatores como a disponibilidade de eletricidade — assegurando que essas máquinas de última geração proporcionem alívio para as pessoas necessitadas.

Além dos carregamentos diretos, continuamos incentivando nossos países parceiros a aumentar sua produção interna de respiradores, máscaras e outros equipamentos de proteção individual.  Em Israel, um hospital apoiado pelos EUA fez uma parceria com o setor privado para inventar um respirador de alto fluxo – e mais significativo, os projetos são de fonte aberta e podem ser baixados gratuitamente para montagem em qualquer lugar do mundo.  Na Colômbia, uma graduada da Academia para Mulheres Empreendedoras, patrocinada pelos EUA, converteu seu negócio para disponibilizar máscaras e outros equipamentos de proteção para sua comunidade. No Egito, uma startup financiada pelos EUA voltou-se para a produção de viseiras de segurança para profissionais da saúde locais.

Mais uma vez, em cada canto do mundo, a inovação americana e a iniciativa privada estão liderando o caminho.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.