rss

Sobre a Propaganda Obscena do Partido Comunista Chinês

English English, العربية العربية, हिन्दी हिन्दी, Español Español, اردو اردو

Departamento de Estado dos Estados Unidos
Declaração para a Imprensa
Secretário de Estado, Michael R. Pompeo
6 de junho de 2020

 

A exploração insensível da trágica morte de George Floyd pelo Partido Comunista Chinês para justificar sua negação autoritária da dignidade humana básica expõe mais uma vez suas cores verdadeiras. Como nas ditaduras ao longo da história, nenhuma mentira é obscena demais se servir a sede de poder do Partido. Essa propaganda ridícula não deve enganar ninguém.

O contraste entre os Estados Unidos e o Partido Comunista Chinês (PCC) não poderia ser mais radical.

Na China, quando queimam uma igreja, é quase certo de o ataque ter sido comandado pelo PCC. Nos Estados Unidos, quando queimam uma igreja, os incendiários são punidos pelo governo, e é o governo quem envia carros de bombeiros, água, ajuda e conforto aos fiéis.

Na China, manifestantes pacíficos desde Hong Kong até a Praça da Paz Celestial (Tiananmen) são espancados por milicianos armados por simplesmente se manifestarem. Os repórteres que escrevem sobre essas indignidades são condenados a longos períodos na prisão. Nos Estados Unidos, as autoridades policiais – estaduais e federais – levam policiais desonestos à justiça, acolhem protestos pacíficos enquanto coíbem com firmeza saques e violência e exercem o poder de acordo com a Constituição para proteger a propriedade e a liberdade de todos. Nossa imprensa livre cobre eventos de ponta a ponta, para todo o mundo ver.

Na China, quando médicos e jornalistas alertam para os perigos de uma nova doença, o PCC os silencia e desaparece com eles, mentindo sobre o total de mortes e a extensão do surto. Nos Estados Unidos, valorizamos a vida e construímos sistemas transparentes para tratar, curar e promover – mais do que qualquer outro país – soluções de pandemia para o mundo.

Na China, quando os cidadãos têm opiniões divergentes dos dogmas do PCC, o Partido os aprisiona em campos de reeducação. E, quando povos – como os de Hong Kong e Taiwan – com origens comuns em uma civilização inspiradora que perdura há milhares de anos abraçam a liberdade, essa liberdade é esmagada e as pessoas subordinadas ao Partido ordenam e exigem. Nos Estados Unidos, em contraste, mesmo em meio a tumultos imprudentes, demonstramos nosso forte compromisso com o estado de direito, a transparência e os direitos humanos inalienáveis.

Nos últimos dias, Pequim demonstrou seu contínuo desprezo pela verdade e pela lei. Os esforços de propaganda do PCC – buscando confundir as ações dos Estados Unidos após a morte de George Floyd com a contínua negação da liberdade e dos direitos humanos básicos do PCC – devem ser vistos como a fraude que são.

Até em seus melhores momentos, a RPC impõe impiedosamente o comunismo. Diante dos desafios mais difíceis, os Estados Unidos garantem a liberdade.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.