rss

Dia Internacional da Democracia

English English, Español Español, Français Français, Русский Русский, اردو اردو

Departamento de Estado dos EUA
Comunicado de Imprensa
Michael R. Pompeo, Secretário de Estado
14 de setembro de 2020

 

Em reconhecimento ao Dia Internacional da Democracia, em 15 de setembro, reafirmamos o direito de todo cidadão de participar dos processos de autodeterminação democrática.  As democracias são responsáveis perante seus cidadãos.  Respeitam o Estado de Direito, protegem a vida e propriedade e respeitam a liberdade, dignidade e igualdade de cada pessoa.

A democracia continua sendo o anseio das pessoas em todo o mundo porque cada um de nós deseja ser livre.  Desde crianças, afirmamos instintivamente nossa capacidade de autodeterminação, de tomar decisões que moldam nossas vidas.  Como cidadãos, entendemos que devemos ser livres para incluir outros em debates sobre a sabedoria das decisões dos líderes a quem confiamos o poder de proteger nossas vidas, propriedade e liberdade.  E, como seres humanos, sabemos que não podemos fazê-lo sozinhos.  As democracias são comunidades inclusivas de indivíduos que são livres para trabalhar juntos para alcançar os objetivos que escolheram livremente e florescem porque a liberdade liberta os talentos e a criatividade de todos.

Hoje, o mundo sofre com uma das piores crises de saúde pública em tempos modernos.  Democracias, governos autoritários e ditaduras são igualmente desafiados pela pandemia do coronavírus, mas apenas as democracias são livres para debater abertamente em como responder.  Os autoritários de toda espécie, no entanto, permanecem fiéis à forma.  Sua prioridade não é a saúde pública, mas a proteção de seu próprio poder.  Eles se recusam a responder perguntas difíceis.  Eles semeiam desinformação, usam grupos vulneráveis como bodes expiatórios, ampliam a vigilância em massa e suspendem o Estado de Direito.  As pessoas sofrem quando seus líderes são responsáveis apenas por si mesmos ou pelos partidos que controlam.

As democracias, em contraste, prosperam em tempos de adversidade.  Devido à liberdade de expressão e à igualdade de todas as pessoas perante a lei, os cidadãos das sociedades democráticas são capazes de enfrentar os problemas de saúde pública juntos.  Indivíduos em países democráticos exigem acesso à informação para que possam proteger a si mesmos e aos outros.  E as sociedades que abraçam a igualdade perante a lei vivem essa crença tomando medidas ativas para promover a plena participação e proteção de todas as pessoas.

A governança democrática está longe de ser perfeita, mas certamente supera as alternativas.   As sociedades democráticas respeitam os direitos humanos e são mais pacíficas, prósperas e seguras.  Estamos ao lado das pessoas em todos os lugares que buscam viver em liberdade, com segurança e dignidade sob governos democráticos.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.