rss

Estados Unidos Impõem Novas Sanções Abrangentes à República Islâmica do Irã

Español Español, English English, العربية العربية, Français Français, Русский Русский, हिन्दी हिन्दी, اردو اردو

Departamento de Estado dos Estados Unidos
Gabinete da Porta-Voz
Para Divulgação Imediata
Declaração do Secretário de Estado, Michael R. Pompeo
21 de setembro de 2020

 

O governo Trump deixou claro que os Estados Unidos farão o que for preciso para impedir que a República Islâmica do Irã, principal país patrocinador do terrorismo e do anti-semitismo, espalhe a morte e o caos pelo Oriente Médio e o resto do mundo. Em vez de esperar pelo dia em que o Irã ameaçará o mundo com uma arma nuclear, os Estados Unidos estão novamente cumprindo as melhores tradições de liderança global americana e tomando medidas responsáveis.

Hoje, sob a liderança do presidente Donald J. Trump, os Departamentos de Estado, Tesouro e Comércio tomaram medidas significativas para conter as ameaças nucleares iranianas, assim como a proliferação de mísseis e armas convencionais daquele país.

Em cada uma dessas áreas, a República Islâmica do Irã representa uma ameaça única para o mundo. O regime usa seu programa nuclear para extorquir a comunidade internacional e ameaçar a segurança regional e internacional. O Irã possui a maior força de mísseis balísticos do Oriente Médio e exportou mísseis e tecnologia de produção de mísseis para agentes violentos não-estatais, como as milícias dos houthis no Iêmen e terroristas do Hezbollah no Líbano e na Síria. Os EUA e suas forças parceiras interditaram armas iranianas a caminho dos houthis repetidamente no ano passado, mostrando que o regime continua usando seu arsenal de armas convencionais para desestabilizar o Oriente Médio e fomentar a violência sectária e o terrorismo em toda a região.

Essas ações ressaltam que os Estados Unidos não hesitarão em conter as ameaças iranianas de armas nucleares, mísseis e armas convencionais que levaram o Conselho de Segurança da ONU, por unanimidade, a impor sanções ao Irã a partir de 2006. Essas medidas estão novamente em vigor contra o Irã, graças ao restabelecimento das sanções sob a resolução 2231 do Conselho de Segurança da ONU.

Nossas ações incluem:

  • Emissão pelo presidente Trump de uma nova Ordem Executiva visando as transferências de armas convencionais relacionadas ao Irã. O embargo de armas da ONU ao Irã foi agora reimposto indefinidamente, e nós garantiremos que ele permanecerá em vigor até que o Irã mude seu comportamento. A nova Ordem Executiva nos oferece as ferramentas necessárias para responsabilizar os agentes que buscam escapar do embargo.
  • Designação pelo Departamento de Estado do Ministério da Defesa e Logística das Forças Armadas do Irã (MODAFL), da Organização das Indústrias de Defesa do Irã (DIO) e de seu diretor, Mehrdad Akhlaghi-Ketabchi, assim como de Nicolas Maduro, o ditador ilegítimo da Venezuela, devido a atividades convencionais relacionadas a armas, de acordo com a nova Ordem Executiva de Armas Convencionais do Irã.
  • Designação pelos Departamentos de Estado e do Tesouro de seis indivíduos e três entidades associadas à Organização de Energia Atômica do Irã ((Atomic Energy Organization of Iran, AEOI)), de acordo com a Ordem Executiva 13382 (Proliferadores de Armas de Destruição em Massa e seus Apoiadores). Esta ação inclui um indivíduo e uma entidade que foram reclassificados pelas sanções da ONU restabelecidas em 19 de setembro de 2020.
  • Acréscimo de cinco indivíduos da AEOI à Lista de Entidades do Departamento de Comércio, o que impoem restrições de controle de exportação a esses indivíduos.
  • Designação pelo Departamento do Tesouro de três indivíduos e quatro entidades associadas à organização de mísseis balísticos de propelente líquido do Irã, o Grupo Industrial Shahid Hemmat (SHIG, em inglês), de acordo com a Ordem Executiva 13382, e atualizações nas listas de sanções existentes para dois indivíduos do SHIG já designados sob a Ordem Executiva 13382.

O governo Trump mantém americanos e cidadãos de todo o Oriente Médio e da Europa em segurança ao tomar medidas responsáveis ​​contra o principal estado patrocinador do terror e do anti-semitismo. Continuaremos impondo e aumentando nossas sanções até que o Irã esteja disposto a concluir uma negociação abrangente que trate do comportamento maligno do regime. Estamos sempre abertos à diplomacia com o Irã, mas aquele país deve responder com diplomacia, não com mais violência, derramamento de sangue e extorsão nuclear. Até esse dia, a pressão máxima continuará.


Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.