rss

Apoio dos EUA para a Transformação Digital na América Latina e no Caribe

English English, Español Español

Departamento de Estado dos EUA
Gabinete da Porta-Voz
Para Divulgação Imediata
Informativo
10 de novembro de 2020

 

PONTOS-CHAVE

  • À medida que países, empresas e cidadãos da América Latina e do Caribe recorrem à comunicação digital para planejar e construir suas redes do futuro, incluindo rede 5G, os Estados Unidos estão trabalhando em estreita colaboração com parceiros na América Latina e no Caribe para promover o crescimento impulsionado pela digitalização e realizar o enorme potencial da região, ao mesmo tempo em que promove segurança, privacidade e inclusão.
  • Sob a iniciativa Growth in the Americas/America Crece/América Cresce, o financiamento direcionado e a experiência técnica dos Estados Unidos impulsionam a transformação digital no Hemisfério Ocidental, incluindo US$ 10 milhões anunciados em janeiro de 2020 sob a Parceria em Segurança Digital Cibernética e Conectividade (DCCP, na sigla em inglês). A América Cresce é uma iniciativa dos Estados Unidos que catalisa o investimento do setor privado em energia e outras infraestruturas, incluindo telecomunicações, na América Latina e no Caribe. 
  • A DCCP é um esforço abrangente do governo dos EUA para promover a conectividade expandida e uma Internet aberta, interoperável, confiável e segura.

PROMOVENDO A INCLUSÃO DIGITAL

  • A USAID lançou recentemente sua primeira Estratégia Digital, que traça uma visão de toda a agência para o desenvolvimento e a assistência humanitária no cenário digital mundial que está em rápida evolução. A Estratégia Digital define um caminho para equipar funcionários, capacitar parceiros e moldar uma programação eficaz que apoie os parceiros a se tornarem autossuficientes para liderar suas próprias jornadas de desenvolvimento. No hemisfério ocidental, a USAID está aproveitando as ferramentas digitais para avançar a conectividade digital, promover o treinamento de habilidades digitais e aumentar o acesso a serviços financeiros digitais.
  •  A Corporação Financeira dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (DFC) está financiando um projeto grande de telecomunicações no Equador e no Peru que implantará pelo menos 500 torres de telecomunicações e expandirá o acesso à banda larga móvel 4G, tornando a Internet de alta velocidade mais amplamente disponível e confiável e adicionando cobertura nas áreas rurais.
  • Em outubro, os Estados Unidos e o Brasil fortaleceram a cooperação na promoção do desenvolvimento no setor de tecnologia da informação e comunicação, focando especialmente nas tecnologias 5G. O Banco de Exportação e Importação dos EUA (EXIM) e o Ministério da Economia do Brasil assinaram um memorando de entendimento sobre um investimento de até US$ 1 bilhão em financiamento para apoiar as exportações dos EUA para o Brasil no espaço 5G e outros setores.
  • No âmbito da Estrutura de Cooperação e Treinamento Global (GCTF), os Estados Unidos fizeram parceria com Taiwan e Japão para realizar um webinar virtual com governos da América Latina e do Caribe sobre digitalização. Organizado em parceria com a Guatemala, o workshop enfocou em maneiras de aproveitar dados e inteligência artificial para ajudar os governos na resposta à pandemia de COVID-19 e reuniu mais de 200 participantes de 25 países.
  • Os programas de diplomacia pública capacitam muitos jovens líderes e mulheres para que se conectem usando ferramentas digitais. A Iniciativa dos Jovens Líderes das Américas (YLAI) é uma comunidade online dinâmica de cerca de 50.000 jovens líderes empreendedores de toda a região, que apresenta recursos e oportunidades para interagir com uma rede de contatos e desenvolver habilidades de liderança, melhorar organizações e criar mudanças positivas na comunidade. As campanhas em 2020 focaram em educação financeira, resiliência empresarial e liderança ética. A Academia para Mulheres Empreendedoras (AWE) apoia empresárias para que criem e façam crescer negócios de sucesso através de um programa facilitado de empreendedorismo e complementado com localização de conteúdo, assim como oportunidades de interagir com uma rede de contatos e mentores.
  • Ao longo do próximo ano, a Agência de Comércio & Desenvolvimento dos EUA lançará uma série de Guias de Recursos de Projetos apresentando as principais oportunidades de projetos da América Latina e do Caribe no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação, e também realizará uma série de dez sessões de treinamento de workshops sobre conectividade digital para a América Central.

PROMOVENDO UMA INTERNET ABERTA, INTEROPERÁVEL, CONFIÁVEL E SEGURA

  • Através da Parceria em Segurança Digital Cibernética e Conectividade (DCCP), os Estados Unidos estão oferecendo treinamento e capacitação na região, com parceiros como o Instituto de Treinamento em Telecomunicações dos EUA e a Comissão Federal de Comunicações. O treinamento e a assistência técnica promovem o crescimento e a expansão de redes de comunicações abertas, interoperáveis, confiáveis ​​e seguras, encoraja a adoção de políticas de comércio digital e TIC que apoiem o crescimento sustentável de longo prazo e promovam o investimento do setor privado.
  • O Programa de Desenvolvimento de Leis Comerciais do Departamento de Comércio reúne especialistas jurídicos para fornecer guias de melhores práticas, conferências e assistência técnica bilateral em uma variedade de tópicos da DCCP, incluindo leilões de espectro, regulamentação de telecomunicações, aquisições, redes de arquitetura aberta e legislação de telecomunicações.
  • O programa Promovendo Abordagens Americanas para Política e Regulamentação de TIC (ProICT) da USAID está oferecendo apoio político com assistência técnica, especialistas integrados, capacitação e treinamentos.
  • Através da Corporação Financeira dos EUA para o Desenvolvimento Internacional, do Banco de Exportação e Importação e da Agência de Comércio e Desenvolvimento dos Estados Unidos, a DCCP oferece uma série de ferramentas para apoiar o financiamento de projetos e fornecer garantias de empréstimos.

APERFEIÇOANDO A SEGURANÇA CIBERNÉTICA

  • O governo dos Estados Unidos oferece ou facilita uma ampla gama de programas de capacitação relacionados ao ciberespaço para países parceiros no Hemisfério Ocidental, inclusive sob a DCCP. Os exemplos incluem treinamento sobre as melhores práticas de segurança cibernética, fornecido pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST, na sigla em inglês), assistência técnica, treinamento e compartilhamento de informações por meio da Agência de Segurança de Infraestrutura e Segurança Cibernética (CISA), engajamento entre militares, treinamento de aplicação da lei no combate a crimes cibernéticos e esforços conjuntos para promover a segurança e a estabilidade internacionais no ciberespaço por meio da cooperação bilateral e regional. 
  • O Departamento de Estado apóia dois Conselheiros de Hacking de Computador Internacional e Propriedade Intelectual do Departamento de Justiça (ICHIPS) sediados em São Paulo, Brasil, e na Cidade do Panamá, Panamá, para fortalecer a cooperação internacional e fornecer treinamento policial e assistência técnica para combater crimes cibernéticos e roubos de propriedade intelectual. Um exemplo dessa assistência foi um workshop regional de segurança e crimes cibernéticos realizado em dezembro de 2019 em Montego Bay, Jamaica. Os cursos sobre crimes cibernéticos também são oferecidos pela International Law Enforcement Academy (ILEA), que tem o apoio do Departamento de Estado, em San Salvador, El Salvador. 
  • Através do Comitê Interamericano contra o Terrorismo da Organização dos Estados Americanos (OEA), os Estados Unidos apoiaram e forneceram palestrantes especializados para fortalecer a política e a capacidade técnica na região, apoiaram o desenvolvimento e a implementação de estratégias cibernéticas nacionais e apoiaram a implementação regional de medidas de construção de confiança cibernética. Os Estados Unidos financiam workshops regionais de treinamento em cibercrime realizados nas Reuniões de Ministros da Justiça ou de Ministros ou Procuradores-Gerais das Américas (REMJA), do Departamento de Cooperação Jurídica da OEA. 
  • O Departamento de Estado organizou um seminário em setembro sobre segurança cibernética no setor elétrico do Panamá para garantir uma rede elétrica segura, confiável e resiliente.

Esta tradução é fornecida como cortesia e apenas o texto original em inglês deve ser considerado oficial.
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.