rss
Últimas notícias
2020-09-23

Legislaturas estaduais e o desafio da China

SENADOR ROTH: Obrigado, Sr. Secretário. Agradeço suas observações. Mas, agora, o senhor é quem está na berlinda. Essa é – essa é a berlinda que temos aqui.

Disponível em:

2020-09-22

DISCURSO DO PRESIDENTE TRUMP NA 75ª SESSÃO DA ASSEMBLEIA GERAL DAS NAÇÕES UNIDAS

É uma grande honra me dirigir à Assembleia Geral das Nações Unidas.


Os Estados Unidos impõem sanções contra outros indivíduos envolvidos nas tentativas do regime ilegítimo de Maduro de corromper as eleições democráticas na Venezuela

Hoje, os Estados Unidos estão impondo sanções contra José Bernabé Gutiérrez Parra, Miguel Antonio José Ponente Parra, Guillermo Antonio Luces Osorio, Chaim José Bucaran Paraguan e Williams José Benavides Rondón por serem cúmplices no apoio aos esforços de Maduro, que visam usurpar do povo venezuelano seu direito de escolher seus líderes por meio de eleições livres e justas. Essa medida é tomada de acordo com a Ordem Executiva 13692, conforme emendada.

Disponível em:

2020-09-21

EUA Sediarão Evento Paralelo Virtual na Assembleia Geral da ONU Para Promover a Proteção dos Direitos Humanos: Uma Rededicação à Declaração Universal dos Direitos Humanos

Na quarta-feira, 23 de setembro, o governo dos EUA sediará um evento virtual durante a semana de alto nível da 75ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) para destacar a importância contínua da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH).


Secretário de Estado, Michael R. Pompeo, Secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, Secretário de Defesa, Mark Esper, Secretário de Comércio, Wilbur Ross, Representante dos EUA nas ONU, Kelly Craft, e Assessor de Segurança Nacional, Robert O’Brien, em conferência de imprensa sobre o restabelecimento de sanções contra o Irã

SECRETÁRIO POMPEO: Bom dia a todos. Quero começar agradecendo aos secretários Mnuchin, Esper e Ross, à embaixadora Craft, e ao embaixador O’Brien pela liderança e por virem ao Departamento de Estado nesta ocasião tão importante.


Estados Unidos Impõem Novas Sanções Abrangentes à República Islâmica do Irã

O governo Trump deixou claro que os Estados Unidos farão o que for preciso para impedir que a República Islâmica do Irã, principal país patrocinador do terrorismo e do anti-semitismo, espalhe a morte e o caos pelo Oriente Médio e o resto do mundo. Em vez de esperar pelo dia em que o Irã ameaçará o mundo com uma arma nuclear, os Estados Unidos estão novamente cumprindo as melhores tradições de liderança global americana e tomando medidas responsáveis.


2020-09-20

O restabelecimento das sanções da ONU contra a República Islâmica do Irã

Desde sempre, o governo Trump entendeu que a maior ameaça contra a paz no Oriente Médio tem origem na República Islâmica do Irã, cujos esforços violentos para propagar a revolução já matou milhares e conturbou a vida de milhões de pessoas inocentes. A história demonstra que o apaziguamento apenas encoraja tais regimes. Portanto, hoje, os Estados Unidos acolhem de forma positiva o restabelecimento de praticamente todas as sanções da ONU que, anteriormente, haviam sido suspensas, contra a República Islâmica do Irã, um Estado que lidera mundialmente o patrocínio do terror e do antissemitismo.


2020-09-19

Estados Unidos anunciam assistência adicional para responder à crise da Venezuela

Os Estados Unidos continuam sendo o maior doador individual de assistência humanitária e de desenvolvimento em todo o mundo, inclusive aos venezuelanos necessitados, porque fazer a nossa parte para responder a situações de crise mundiais é uma prioridade de segurança nacional.

Disponível em:

Reunião do Secretário Pompeo com o Ministro das Relações Exteriores do Brasil Ernesto Araújo

O Secretário Pompeo e o Ministro Araújo enfatizaram o nosso compromisso partilhado que visa um hemisfério seguro, próspero e democrático, e o apoio ao povo venezuelano e à sua busca pela liberdade.

Disponível em:

Proclamação sobre o falecimento de Ruth Bader Ginsburg

Hoje, nossa nação lamenta a perda de uma pioneira não apenas na área jurídica, mas, na história do nosso país. Ruth Bader Ginsburg serviu ao país por mais de 27 anos como juíza componente da Corte Suprema dos Estados Unidos. Ela foi uma esposa amorosa para seu esposo Martin, e uma mãe dedicada para seus dois filhos, Jane e James.

Disponível em:

  • Limpar tudo
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.