rss
Últimas notícias
2020-02-07

Os Estados Unidos tomam medidas contra o uso indevido da companhia aérea do povo venezuelano pelo Maduro

Em 7 de fevereiro, os Estados Unidos identificaram a companhia aérea estatal venezuelana Consorcio Venezolano de Industrias Aeronauticas y Servicios Aereos, S.A. (CONVIASA) como propriedade bloqueada do Governo da Venezuela nos termos da Ordem Eecutiva (E.O., na sigla em inglês) 13884. Em vez de agir como uma ponte entre os povos, esta companhia aérea está sendo usada para transportar o Maduro e seu círculo interno para conversar com ditadores, regimes autoritários e outros criminosos em todo o mundo.

Disponível em:

Os Estados Unidos anunciam assistência para o combate ao novo coronavírus

Esta semana, o Departamento de Estado dos EUA possibilitou o transporte de aproximadamente 17,8 toneladas de provisões médicas doadas para o povo chinês, inclusive máscaras, aventais, gaze, respiradores e outros materiais vitais. Essas doações são testemunho da generosidade do povo americano.


Chamada do Secretário Pompeo com a Ministra das Relações Exteriores da Espanha, Gonzalez Laya

O secretário de Estado Michael R. Pompeo conversou hoje com a ministra espanhola das Relações Exteriores, Arancha Gonzalez Laya.

Disponível em:

Departamento do Tesouro dos EUA pressiona o regime ilegítimo de Maduro ao identificar a companhia aérea nacional bloqueada

 Washington – Hoje, o Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (Office of Foreign Assets Control, OFAC) do Departamento do Tesouro dos EUA identificou a companhia aérea estatal venezuelana, Consorcio Venezolano de Industrias Aeronáuticas y Servicios Aéreos, S.A. (Conviasa) como estando sujeita às sanções como parte do governo da Venezuela, nos termos da Ordem Executiva (O.E.) 13884.

Disponível em:

2020-02-06

Reunião do Secretário de Estado, Michael R. Pompeo, com o Presidente interino Juan Guaidó da República Bolivariana da Venezuela

O Secretário de Estado Michael R. Pompeo reuniu-se hoje com o Presidente interino da República Bolivariana da Venezuela, Juan Guaidó, e ressaltou nosso inabalável apoio à sua liderança democrática.


2020-02-05

Secretário Pompeo viaja à Alemanha, Senegal, Angola, Etiópia, Arábia Saudita e Omã

O Secretário de Estado dos Estados Unidos, Michael R. Pompeo, viajará para Alemanha, Senegal, Angola, Etiópia, Arábia Saudita e Omã, do dia 13 até o dia 22 de fevereiro de 2020.


Atendendo ao chamado para promover a liberdade religiosa

Em seu discurso durante o evento Apelo global em proteção à liberdade religiosa, em setembro de 2019, o presidente Trump disse: “Hoje, com uma voz clara, os Estados Unidos da América exortam as nações do mundo a pôr fim à perseguição religiosa, acabar com os crimes contra as pessoas de fé, libertar os prisioneiros de consciência, revogar as leis que restringem a liberdade de religião e crença, proteger os vulneráveis, os indefesos e os oprimidos.”


2020-02-04

DISCURSO SOBRE O ESTADO DA UNIÃO DO PRESIDENTE DONALD J. TRUMP PARA O CONGRESSO DOS ESTADOS UNIDOS

Uma das maiores promessas que fiz ao povo americano foi substituir o desastroso acordo comercial do Nafta. De fato, o comércio desleal é talvez o maior motivo pelo qual decidi concorrer à Presidência. Após a adoção do Nafta, nossa nação perdeu um em cada quatro empregos da indústria de produtos manufaturados.


Entrega de assistência humanitária vital aos venezuelanos necessitados

Desde 2017, os Estados Unidos forneceram mais de US$ 656 milhões em ajuda à crise da Venezuela, dos quais cerca de US$ 473 milhões são em assistência humanitária para cerca de 4,8 milhões de venezuelanos que foram forçados a fugir de seu país e àqueles que estão enfrentando graves necessidades humanitárias dentro da Venezuela. O Escritório de População, Refugiados e Migração (PRM) do Departamento de Estado dos EUA destinou mais de US$ 208 milhões desse total para fornecer comida e abrigo aos venezuelanos, registrá-los nos serviços e integrá-los nos países de acolhimento.

Disponível em:

2020-01-30

Estados Unidos saúdam o reconhecimento da UE dos riscos inaceitáveis colocados por fornecedores de 5G não confiáveis

Em 29 de janeiro, o Grupo de Cooperação em Segurança de Informações em Rede da União Europeia (UE) divulgou uma caixa de ferramentas de medidas recomendadas para mitigar os riscos à segurança em redes 5G. Os Estados Unidos saúdam esta iniciativa dos Estados-Membros, da Comissão e da Agência de Segurança Cibernética da UE.

Disponível em:

  • Limpar tudo
Atualizações de E-mail
Para se inscrever para atualizações ou acessar suas preferências de assinante, digite abaixo suas informações de contato.